Toda a tradição dos doces portugueses

0

É praticamente impossível resistir às delícias portuguesas, graças à sua rica gastronomia, que traz um gostinho de história em cada mordida. Na região do Centro de Portugal, por exemplo, habilidosas freiras deram origem a algumas das sobremesas mais saborosas de Portugal.

Assim como em boa parte do país, os antigos conventos da região do Centro contribuíram para a diversidade gastronômica. Essa tradição se espalhou por todas as cidades, indo desde o litoral até a fronteira com a Espanha. Prova disso são os famosos ovos moles de Aveiro, com seus ingredientes simples que incluem água, açúcar e gemas de ovos, que conquistam os visitantes com seu sabor intenso, que sobrevive por séculos.

Os ovos são parte fundamental de praticamente todas as receitas, incluindo o curioso salame de chocolate. Feito com bolacha Maria, manteiga, açúcar e gemas de ovos, é o aperitivo ideal para o lanche da tarde ser muito mais gostoso. Se preferir formas diferentes desses doces típicos, em Aveiro é possível adquirir algumas em “versão sorvete”, como os já citados ovos moles de Aveiro ou o consagrado pastel de nata. 

Coimbra, principal cidade da região, também oferece opções de quitutes de dar água na boca, como os pastéis de Tentúgal, criados no século 19, e as Queijadas de Pereira, cuja primeira referência data de 1513. As brisas do lis, naturais de Leiria, são os ancestrais do tradicional quindim brasileiro, com a diferença de que a base da versão portuguesa são amêndoas, e não coco. 

Outra iguaria imperdível do Centro de Portugal é o pão de ló de Ovar, marca registrada da cidade de Ovar. Preparado com os tradicionais ingredientes da culinária conventual, sua massa permanece úmida e o recheio transborda com cores fortes e que enchem os olhos.

dom.Toda a tradição dos doces portugueses

Deixe uma resposta